Care-Assistência-24hs Care Assistência 24hs

(31) 2519-0600

Dicas e novidades no

Blog da Care

Saiba como manter a produtividade do seu negócio em regime de home office

O regime de home office, também chamado de teletrabalho, trabalho remoto ou trabalho à distância, foi adotado no Brasil, inicialmente, por profissionais freelancers ou empresas da área de tecnologia, quando as atividades desempenhadas pelo colaborador podiam ser realizadas fora das dependências da empresa. Com a adoção do isolamento social como medida para conter a disseminação do coronavírus, outros negócios tiveram que se adaptar e aderir ao home office para continuar funcionando. 

Mudanças repentinas na rotina podem tornar os processos produtivos confusos e interferir nos hábitos da equipe. No entanto, com boa gestão, organização e planejamento, o trabalho remoto pode ser benéfico para a empresa, resultando, inclusive, em aumento de produtividade.

Um estudo feito nos Estados Unidos pela Airtasker, comparando profissionais em regime de home office com trabalhadores alocados, concluiu que o primeiro grupo trabalha, de forma produtiva, em média, 10 minutos a mais por dia que o segundo. Quem trabalha à distância perde 27 minutos com distrações, enquanto os alocados perdem 37. Adeptos do home office também economizam cerca de 1h30 com deslocamentos no trânsito, assim, têm mais tempo no dia para dedicar ao seu bem-estar e praticar exercícios físicos, por exemplo. 

Para empresas que não dependem da presença do colaborador, o trabalho remoto também pode ser uma forma interessante de economizar em transporte, energia elétrica e manutenção dos espaços físicos. Depois da mudança para o regime de teletrabalho devido ao combate do coronavírus, o Twitter, por exemplo, anunciou que vai manter o home office para a maior parte da sua equipe mesmo depois da pandemia. 

Se você aderiu ao trabalho à distância recentemente ou gostaria de adotar o formato, mas ainda não se sente seguro para fazer a transição sem prejudicar os resultados do seu negócio, reunimos quatro principais dicas para você garantir os mesmos níveis de produtividade da sua equipe (ou aumentá-los) em regime de home office. A postura das lideranças é um ingrediente importante dessa fórmula. Confira!

Forneça os equipamentos necessários para que cada colaborador desempenhe suas atividades de maneira saudável e eficiente

Pode parecer mais confortável trabalhar de casa, mas isso nem sempre é a realidade. Trabalhar na cama ou no sofá com um notebook no colo, por exemplo, pode causar danos à coluna e dificultar a concentração. O ideal é garantir que toda a sua equipe tenha cadeira e mesa adequadas, noções de ergonomia para manter uma boa postura, além de acesso a internet e equipamentos em bom estado de funcionamento. 

Converse com seu time e entenda quais as necessidades de cada um para trabalhar de casa. Incentive-os a separar um cantinho silencioso para as atividades. Que tal providenciar a entrega das cadeiras do escritório na casa dos colaboradores? 

Estabeleça rotina, horários e metas a serem cumpridas

O trabalho remoto é mais flexível e suscetível a autogestão, mas isso não significa que os colaboradores devam ter total liberdade para desempenhar suas funções no ritmo e no horário que desejarem. Afinal, o time ainda precisa estar alinhado e trabalhar como uma equipe nos mesmos projetos, buscando metas em comum. 

A flexibilidade de horários não pode prejudicar as entregas finais. Para manter a equipe na mesma sintonia e focada no que é importante para os resultados do seu negócio, estabeleça um fluxo de trabalho para cada área e horários fixos para o início e o fim da jornada diária. Assim, fica mais fácil criar novos hábitos e acostumar o cérebro a uma nova rotina. 

Também é importante deixar claro para cada time quais os seus objetivos e prioridades em curto, médio e longo prazo, uma estratégia que também mantém a motivação dos colaboradores.

>> Como manter sua equipe motivada? Leia mais aqui!

Tenha canais de comunicação frequente com toda a equipe

A organização do fluxo de trabalho exige uma comunicação eficiente entre líderes e colaboradores. Para facilitar a gestão de quem trabalha remotamente, existem ferramentas e plataformas digitais que podem auxiliar na hora de organizar os projetos, fazer reuniões e se comunicar com cada colaborador durante a jornada de trabalho, por mensagem ou vídeo. Selecionamos algumas que podem fazer a diferença no seu negócio!

Trello: gerencie projetos criando quadros, listas e cartões compartilháveis com toda a equipe;
Asana: controle o prazo e o tempo trabalhado em cada tarefa;
Runrun.it: gestão completa de fluxos de trabalho;
Slack: canais de comunicação para toda a empresa incluindo salas de bate papo com mensagens instantâneas e conferências em vídeo;
Hangouts Meet: ferramenta do Google para videoconferências, gratuita para todos durante a crise do coronavírus;
Zoom: um dos softwares mais completos e conhecidos para chamadas de vídeo, permitindo reuniões com até mil participantes, bastante utilizado para videoaulas.

Confira o que diz a nova lei trabalhista que regulamenta o teletrabalho

A Reforma Trabalhista de 2017 definiu o trabalho remoto como todo serviço prestado fora das dependências da empresa, com o uso de tecnologias de comunicação e informação. É uma modalidade diferente do trabalho externo, no qual o colaborador desempenha suas atividades em outro local, fora do escritório, como fazem alguns vendedores e consultores. 

A modalidade de trabalho remoto deve estar descrita no contrato do colaborador, assim como a função que deverá ser desempenhada e a jornada de trabalho. Isso quer dizer que o home office deve ser acordado, por escrito, entre ambas as partes: empregador e empregado. Se o home office não estava previsto nos contratos da sua equipe, mas começa a ser seguido em situações de crise, a lei não exige que o contrato seja alterado, pois a condição de trabalho à distância é temporária. 

Vale lembrar que os direitos garantidos pela CLT, tais como 13º salário, férias e FGTS são mantidos em regime de home office. No entanto, o vale transporte pode ser suspenso, e a jornada de trabalho diária não precisa ser contabilizada em 8 horas. Pode ser acordado entre a empresa e o funcionário um controle baseado em tarefas entregues, por exemplo, e não em horas. 

A adoção permanente do home office para diversas áreas além da tecnologia pode ser um dos legados da crise do coronavírus para o modo como empresas operam em todo o mundo. Nós, aqui, na Care, estamos acompanhando de perto as mudanças que podem impactar o seu negócio. Fique ligado nas nossas redes sociais e no nosso blog para mais dicas!

>> Leia a seguir: Dicas da Care Saúde para cuidar da saúde mental durante a pandemia

Compartilhe:
×