Care-Assistência-24hs Care Assistência 24hs

(31) 2519-0600

Dicas e novidades no

Blog da Care

Saiba como prevenir os acidentes domésticos mais comuns

Para evitar idas aos hospitais, durante a pandemia do coronavírus, é importante tomar alguns cuidados em casa. Queimaduras, afogamentos e quedas estão entre os acidentes domésticos mais comuns. 

Quem mora com crianças ou idosos precisa de atenção redobrada já que eles são as principais vítimas. Os acidentes domésticos causam a internação de 111 mil crianças por ano, segundo o Ministério da Saúde. 

Neste artigo, você confere quais são os problemas mais frequentes e as principais dicas para evitar cada um deles, garantindo a segurança da sua família. 

Quedas

Segundo o Sistema Único de Saúde (SUS), um terço dos atendimentos por lesões traumáticas nos hospitais do Brasil é de pessoas com mais de 60 anos. Entre esses casos, 75% ocorrem dentro de casa e 34% das quedas provocam algum tipo de fratura. A maior parte desses acidentes (46%) acontece no trajeto entre o banheiro e o quarto, principalmente à noite.

Cair é algo corriqueiro para crianças e idosos, mas os mais velhos têm mais chance de sofrer complicações graves. Confira as dicas para prevenir quedas em casa:

  • evite utilizar cera ou produtos de limpeza deixem o chão escorregadio;
  • só use tapetes antiderrapantes;
  • não deixe o chão molhado;
  • evite andar de meias, com calçados frouxos ou roupas que arrastam no chão;
  • não deixe objetos pequenos, como botões, colar de contas, bolas de gude, moedas e tachinhas, no chão; 
  • prefira móveis com quinas arredondadas para evitar lesões mais sérias em caso de quedas;
  • se tiver escadas, coloque corrimão e faixas antiderrapantes;
  • coloque corrimão também no box do banheiro, que está com o piso constantemente molhado;
  • tenha boa iluminação em todos os cômodos da casa e coloque interruptores em locais de fácil acesso;
  • não fique em pé em bancos ou cadeiras.

Queimaduras

As queimaduras são outro tipo de acidente doméstico bastante comum. Acontecem, principalmente, na cozinha. Na pandemia, o número de queimaduras com álcool aumentou, devido ao uso mais frequente do álcool em gel. Para evitar se machucar, prefira lavar as mãos com água e sabão quando estiver em casa. Deixe o álcool apenas para situações em que não seja possível lavar as mãos. 

Nunca utilize álcool em gel antes de manusear o fogão. Caso seja necessário, espere entre 15 e 20 minutos para cozinhar. Outras dicas para evitar queimaduras em casa são:

  • mantenha líquidos e alimentos quentes, como fósforos, isqueiros, torradeiras, bules e garrafas térmicas fora do alcance das crianças;
  • dê preferência às bocas de trás do fogão e coloque os cabos das panelas também para trás;
  • se possível, remova os botões do fogão quando ele não estiver em uso;
  • evite tábuas de passar roupa que possam ser puxadas para baixo;
  • evite deixar crianças sozinhas na cozinha.

Afogamentos

Para evitar esse tipo de acidente, não deixe crianças pequenas sozinhas na banheira, mesmo que seja rasa. Esvazie completamente as banheiras após o uso. Se tiver piscina, utilize cercas e redes de proteção.

Cortes

É possível reduzir as chances de cortes deixando facas, tesouras e outros materiais cortantes em locais de difícil acesso, com a ponta cortante virada para baixo. Dê preferência aos materiais inquebráveis para o box dos banheiros. Assim, caso alguém caia ou se choque contra eles, não há risco de se cortar. 

Choques e incêndios

Uma forma de prevenir incêndios e choques é fazer verificações periódicas da rede elétrica e do sistema de gás da sua residência. Certifique-se de contratar profissionais habilitados para fazer os serviços de assistência residencial. 

>> Leia também: assistência residencial pode ser um benefício da assistência 24 horas

Confira outras dicas para evitar esses acidentes:

  • use tampas ou posicione os móveis de forma a deixar tomadas sempre protegidas;
  • cuidado com o uso de extensões e benjamins, sobrecarregar uma tomada pode provocar acidentes;
  • mantenha os fios encapados e sem rachaduras;
  • dificulte o acesso de crianças aos fios e deixe-os fora do caminho;
  • desligue eletrodomésticos da tomada quando não estiverem em uso, para economizar energia e evitar sobrecarga;
  • guarde secadores ou chapinhas de cabelo em locais secos e seguros.

Intoxicação e asfixia 

A intoxicação pode acontecer quando ingerimos produtos de limpeza ou medicamentos por engano. Já a asfixia acontece quando objetos ou gases tóxicos nos impedem de respirar. Veja como evitá-las:

  • não compre brinquedos pequenos demais ou com partes pontiagudas;
  • deixe sacos plásticos, balões ou bexigas longe do alcance das crianças, principalmente as mais novas, que costumam levar tudo à boca;
  • produtos de limpeza, bebidas alcoólicas e remédios podem ser confundidos com alimentos, guarde-os em locais fora da visão e do alcance das crianças; 
  • não reutilize embalagens de alimentos para guardar produtos de limpeza.

Quando procurar o médico?

De acordo com dados do Ministério da Saúde, o Brasil registrou uma redução de 11.671 internações por acidentes domésticos no período de janeiro a abril de 2020, em comparação com o mesmo período de 2019. A quantidade foi de 313.150 neste ano, e 301.479 no ano passado, uma diferença de aproximadamente 4%. 

Isso pode ser explicado pelo medo das pessoas em procurar atendimento médico durante a pandemia do coronavírus. É bom evitar idas desnecessárias a hospitais e clínicas, mas existem casos que não podem esperar

Se você, ou algum familiar, sofrer um acidente doméstico, fique atento aos sintomas:

  • sangramento;
  • inchaço;
  • dor excessiva;
  • sonolência e disfunção mental (em caso de traumas na cabeça).

Nesses casos, procure o pronto atendimento, principalmente se o paciente tiver mais de 60 anos. Você pode conferir a lista completa de sintomas que não podem esperar neste outro artigo do nosso blog. Confira mais dicas da Care Saúde nas atualizações do Blog da Care!

Compartilhe:
×