Care-Assistência-24hs Care Assistência 24hs

(31) 2519-0600

Dicas e novidades no

Blog da Care

Categorias: Fique por dentro

Saiba o que é telemedicina e como o serviço funciona

A telemedicina cresceu muito durante a pandemia. Nos Estados Unidos, o número de usuários do serviço saltou de 11% para 46% de 2019 para 2020, segundo uma reportagem da revista Exame. A matéria mostra ainda que foram feitos cerca de 1,7 milhão de atendimentos no Brasil, de abril a agosto do ano passado. Mas você sabe exatamente como funciona o serviço? Vamos explicar o que é telemedicina e quais as diretrizes para o uso.

A Care Saúde é especialista em benefícios para a sua saúde e oferece várias formas de apoio remoto. Continue lendo o artigo para saber tudo sobre o tema!

O que é telemedicina?

Telemedicina é o atendimento médico à distância, com o suporte de tecnologias de informática e comunicação. A regulamentação do serviço é feita individualmente por cada país, de maneira a permitir que milhares de profissionais atendam seus pacientes de forma ética e responsável, mesmo sem estarem juntos fisicamente.

O termo tem origem na palavra grega ‘tele’, que significa distância, e abrange toda a prática médica feita neste formato, seja por ligação ou chamada de vídeo.

Como surgiu

Não se sabe ao certo qual foi o primeiro marco da utilização da telemedicina no mundo. Ela está diretamente relacionada aos avanços da tecnologia, comunicação, eletricidade e internet. No entanto, muitos especialistas consideram a invenção do estetoscópio eletrônico, em 1910, como o pontapé do serviço. 

O equipamento, criado por Sidney George Brown, em Londres, foi desenvolvido para emitir sinais por cerca de 50 milhas, ajudando na transmissão de informações médicas à distância. Posteriormente, foram surgindo o telégrafo e a telegrafia, usados para transmitir laudos de exames entre diferentes lugares e profissionais.

Na década de 50, os televisores e os circuitos de televisão, ajudaram no telemonitoramento de pacientes. Em 1960, durante os voos espaciais da NASA, os sinais vitais dos astronautas eram monitorados à distância por médicos por meio de vídeos e envio de sinais respiratórios. 

Por fim, nos anos 90, a telemedicina ganhou relevância significativa e começou seu processo de revolução na área da saúde com o auxílio dos computadores e da internet.

A telemedicina no Brasil

A telemedicina chegou ao Brasil em meados de 1985 como disciplina de informática médica na Faculdade de Medicina da USP. No ano seguinte, uma empresa particular passou a fazer diagnósticos de eletrocardiograma por fax, marcando o início desse tipo de atendimento no país.

O modelo foi, ao longo dos anos, regulamentado e autorizado para uso com o objetivo de assistência, educação e pesquisa em saúde, excluindo o atendimento aos pacientes.

No entanto, em 2020 tudo mudou. No dia 16 de abril foi publicada, no Diário Oficial, uma lei que autorizou o uso da telemedicina para consultas e triagem em caráter excepcional, buscando diminuir a lotação de hospitais, clínicas e postos de saúde com casos suspeitos da Covid-19. 

O Ministério da Saúde criou a plataforma TeleSUS, via chat e ligação, para garantir que a população que não tem acesso aos planos de saúde possa fazer teleconsultas virtuais para auxiliar no combate ao novo coronavírus.

Quais serviços podem ser oferecidos por telemedicina?

A telemedicina contempla vários tipos de atendimento tais como consulta e troca de informações entre instituições de saúde; triagem, informação de resultados de exames laboratoriais e de imagens; discussão de casos clínicos, principalmente relacionados a doenças raras; assistência a pacientes crônicos, gestantes de alto risco e idosos, além de cirurgia robótica, onde o médico consegue guiar os braços de um robô mesmo sem estar no estabelecimento e contar com uma visão ampliada em 3D. 

Vale lembrar que a telemedicina é um método de investigação que envolve um ato médico. Ou seja, deve-se garantir o sigilo e a privacidade. Os direitos dos pacientes são os mesmos do atendimento presencial.

As frentes da telemedicina

A telemedicina pode ser subdividida em alguns ramos, sendo eles:

  • Teleassistência: tem foco na comunicação entre paciente e médico, priorizando seu bem-estar. Consiste no monitoramento constante dos pacientes, seja para casos de doenças crônicas, na medicina preventiva ou em situações especiais, como de idosos ou gestantes;

  • Teleconsulta: atendimento remoto com consulta e orientações ao vivo sobre a realização de um procedimento, facilitando o acesso à medicina. Pode contar com auxílio de outros especialistas, seja para uma segunda opinião médica ou mesmo para orientações específicas sobre certos procedimentos;

  • Teleducação: possibilita maiores trocas de especialistas, além de acesso à qualificação e aperfeiçoamento mesmo longe de grandes centros, por meio de aulas à distância, videoconferências, palestras e etc. É uma forma de levar conhecimento para melhorar a realização de exames e dar qualidade ao atendimento dos pacientes.
  • Emissão de laudos à distância: por meio da tecnologia, o exame pode ser realizado em qualquer lugar e laudado por especialistas conectados à internet. 

Nos casos em que haja necessidade de realização do exame físico de forma que não possa ser substituído pela teleconsulta, além das situações de urgência e emergência, a telemedicina deve ser evitada.

Vantagens da telemedicina

A adoção da telemedicina traz diversos benefícios para a área:

  • o sistema de saúde tem uma descentralização na assistência médica, reduzindo a procura por especialistas e hospitais logo no início do atendimento; 
  • os médicos conseguem otimizar seu tempo, gerando praticidade e facilidade no acesso a situação do paciente, com resultados de exames e laudos digitais; 
  • os pacientes garantem acesso à um atendimento médico de qualidade e profissionais referência, mesmo estando longe dos centros urbanos.

Além disso, a telemedicina ajuda a ampliar o contato entre médicos e pacientes; facilita a troca de informações entre os serviços de saúde e realização de exames, diminui o deslocamento de pacientes a hospitais e melhora a qualidade dos laudos emitidos, agilizando a entrega dos resultados.

Quer oferecer todas essas vantagens para seus colaboradores e clientes do seu negócio? Contrate a Care Saúde! Além das consultas médicas presenciais, o nosso programa de benefícios à saúde tem diversos serviços remotos. Clique aqui para conhecer nosso serviço!

Compartilhe:
×